Páginas

domingo, 13 de maio de 2012

DL MAio - A Águia Solitária - Danielle Steel

Boa tarde, vou colocar em dia minhas leituras de maio... porque mesmo lendo ando com uma preguiça de escrever resenhas... risos...
O primeiro que li em maio foi A Águia Solitária, da Danielle Steel, o fato histórico de fundo é a segunda guerra mundial e Pearl Harbor. Os personagens principais são Kate Jamison, uma debutante de 17 anos de Boston, e Joe Allbright, um homem muito mais velho que ela, que está envolvido na industria aérea.



Kate se apaixona perdidamente por Joe em uma festa, ele também por ela, mas os dois tentam respeitar as convenções sociais ao tentarem ser apenas amigos, pois Joe diz que não tem tempo para um relacionamento.
Em algumas partes do livro chega a dar uma certa raiva dos dois - de Joe porque não quer se comprometer, e está muito focado em seus aviões - e de Kate, pois tem atitudes típicas de menina mimada, que consegue tudo o que quer, quando quer...
Joe é um piloto de sucesso, envolvido na industria da aviação, com nomes famosos como Lindbergh, e foca muito de sue tempo e energia com os aviões. Kate é uma debutante, que os pais da sociedade de Boston querem ver bem arranjada, com um marido de nome e da elite, mas ela tem outras idéias, e com a guerra os planos de todos são alterados. Joe vai à guerra e seu avião é abatido. Kate sai da faculdade para junto com mulheres de soldados que estão na guerra trabalhar na cruz vermelha, ajudando, arrecadando mantimentos, cuidando de feridos. Joe fica meses e meses prisoneiro em um campo de concentração alemão. Kate espera que ele volte e assuma seu romance.
Quando Joe volta, Kate o recebe de braços abertos, mas ele não pode se comprometer. Emocionalmente abalado pelo que lhe aconteceu na guerra Joe deixa que Kate saia de sua vida e se case com o ex namorado - que tinha antes de conhecer Joe. Ela muda-se para Nova York e tem um filho. Joe vira um gigante da industria dos aviões. Anos depois, quando eles se reencontram, nada consegue mante-los distante um do outro, mas Kate percebe o que muitos de nós nunca aprendemos, que para manter Joe a seu lado ela deve deixá-lo voar.
A história é linda. com altos e baixos mas cheia de ritmo. Em alguns momentos dá raiva dos personagens, mas eu gostei do livro porque são personagens reais, que realmente podem ter existido tamanha a vivacidade deles. Quando o livro acaba parece que nos despedimos de amigos. Ah, e preparem-se para derramar algumas lágrimas, porque tem partes tristes - no ínicio, no meio e no fim...
Recomendadissímo...
Beijos

2 comentários:

Francieli Witezak disse...

Ah, mas Danielle Steel é assim mesmo... Nos livros dela há sempre romances com diferença de idade, fatos históricos no fundo e muitos momentos em que é bom ter uma caixa de lencinhos por perto, rs.

Adoro uns livros dela; já li vários e este eu só conhecia de nome.

Ótima resenha. :)

Boas leituras! (Afinal, não é todo mundo que consegue ler um livro por dia.)

Vivi disse...

Quero ler!!!!