Páginas

quarta-feira, 30 de maio de 2012

DL Maio - Amor Sem Igual - Danielle Steel

 Olá, tudo bem? O oitavo livro que eu li para o DL de Maio foi outro da Danielle Steel, Amor sem Igual. O fato histórico de fundo do livro foi o naufrágio do Titanic, em 15 de Abril de 1912, e com o centenário da tragédia este ano eu reservei este livro para ler para o DL...



 A capa do meu livro não é esta, a minha é azul... mas, a história é a mesma... Pelo que eu li de alguns comentários de leitores e críticos de Danielle, deu para perceber que alguns deles não verificaram a data de publicação original deste livro, que foi escrito muito tempo antes do filme Titanic e da história de Leo e Kate, aliás, pode ser que quem escreveu o filme leu o livro, pois no livro também há uma história de amor com final trágico.
Conselho, não leiam o livro se esperam ler sobre o titanic, não é este o caso, mas o livro é um retrato de como uma família inteira foi afetada pela tragédia... e como se viraram depois.
Edwina (nominho estranho, né?) é a filha mais velha de uma família de 6 irmãos e irmãs, ela, seus pais, seus irmãos, e seu noivo - Charles, e a babá das crianças (os irmãos menores) - Oona (outro nome muito estranho...) estão voltando da Inglaterra para Nova York na viagem inaugural do Titanic, na primeira classe, em camarotes de luxo. Edwina foi com a família para a Inglaterra, pois sendo seu noivo britânico foram acertar detalhes do casamento que aconteceria depois de 6 meses e encomendar um véu bordado com pérolas. Além disso aproveitaram para visitar a tia, irmã de sua mãe, que casada com um lorde, vivia nos arredores de Londres. 
Eles estão viajando no Titanic a apenas alguns dias quando acontece a tragédia. Edwina e três de seus irmãos menores embarcam em um dos botes salva vidas, Alexis - a irmã problema não é encontrada e a mãe deles resolve procurá-la, então não embarca. Mas mesmo depois, quando só há um bote, ela escolhe não ir e ficar afundando no navio junto com seu marido. Achei egoísmo, porque ela deixou 6 filhos sendo que a mais velha tinha 20 anos e o caçula apenas 2. 
Charles também não sobrevive, assim Edwina se vê as voltas como matrona da família, sendo que Phillip - o segundo irmão tem apenas 16 anos. Edwina volta com os irmãos para São Francisco, e tenta a todo custo manter a família unida, a casa funcionando e o jornal do falecido pai em plena forma, para quando Philip voltar da faculdade. Mas aí outra tragédia acontece, a primeira grande guerra, e Philip se alista e é abatido. Quase a família desmorona outra vez.
Por anos Edwina abre mão de si mesma em prol dos seus irmãos, Sabendo que depois de Charles é capaz de não se apaixonar mais. 
Mas, um dia, anos depois, Alexis foge com um homem muito mais velho e dopada é levada em um navio para a Inglaterra. Edwina vai atrás dela, apesar de sua promessa de nunca mais entrar em um navio. Esta viagem lhe traz surpresas e podemos ver que o amor não acontece apenas uma vez, mesmo que nem sempre estejamos destinados a ficar com a pessoa amada - nenhuma vez!

Amei este livro... Edwina é fantástica, abre mão de esperanças, sonhos e amores para cuidar de irmãos e irmãs que nem sempre correspondem e que lhe dão muita dor de cabeça... Não sei se no mundo de hoje todas as irmãs ou irmãos mais velhos fariam o que Edwina fez, mas o livro é lindo e vale a pena, com certeza! Recomendo!
Beijos e até mais!!

Um comentário:

Tamires Oliveira disse...

Demais esse livro!!! É emocionante, triste e lindo ao mesmo tempo.